LIVRO BRANCO do CS5CEP no IST-Tagus

Home / Uncategorized / LIVRO BRANCO do CS5CEP no IST-Tagus

LIVRO BRANCO do CS5CEP no IST-Tagus

Omissão dolosa do CEP Main Promotor, autor e coordenador geral do projecto desde 2004.

Omissão dolosa por parte do IST, relativa ao CEP Main Promotor, autor, promotor e coordenador geral do projecto desde 2004.

O Livro ou Relatório Branco é o documento oficial dos Órgãos Sociais da Liga do Mar- Mar Azul, elaborado pelos directores que são os autores e fundadores do CS5CEP, projecto educativo proposto e materializado pelo mesmo grupo de cidadãos que em 1998 fundaram o Observatório Aeroespacial de Oeiras, e que mais tarde no ano de 2004, iniciaram e operacionalizaram com a instalação e colocação em funcionamento do CS5CEP mediante uma prévia parceria estabelecida pelos autores deste projecto com o IST através da AMRAD.

É este o mesmo grupo dos cidadãos que em 2002 fundaram a associação AMRAD, são os autores intelectuais e materiais dos seguintes projectos, a saber:

  • Observatório Ambiental e Aeroespacial (mais tarde Observatório Aeroespacial de Oeiras, Abril 1995);
  • Observatório Aeroespacial de Oeiras – CS1MAR (Fevereiro 1998);
  • REP-AMSAT no âmbito do Protocolo celebrado entre a Liga do Mar e a REP (Fevereiro 1998 a Junho 2001);
  • AMSAT-CT (Agosto 2001, autonomizada e constituída pessoa colectiva de direito privado em Novembro 2014);
  • ARDF-Radiolocalização e Orientação (Agosto 2001);
  • AMRAD (Março 2002);
  • CS5CEP (Maio 2004).

O CS5CEP é um projecto comum, que se desenvolveu por duas fazes, ele foi materialmente apoiado pelos seus autores, com equipamentos próprios, entre 2004 e 2011 e depois com equipamentos da Liga do Mar e outros, de autores e associados da AMRAD entre 2011 e 2014, ano em que foi imediatamente interrompida essa colaboração, quer com a AMRAD, quer com o IST.

O Livro Branco tem por fim veicular factos e termos legais, nunca fiscalizados nem ressarcidos quer pelo Conselho Fiscal da AMRAD, quer pelo responsável nomeado pelo IST, bem como, salvaguardar dos direitos materiais, direitos de autor e direitos conexos, e ainda, informar e reiterar reclamando da origem dos meios técnicos, dos acervos e dos materiais e equipamentos reunidos, sejam emprestados, sejam suprimentos materiais e até financeiros, bem como denunciar, infelizmente, dos esbulhos e dos problemas relativos com a fundação, a operacionalização, o funcionamento e os meios partilhados e empregues quer pelo IST-Tagus, quer pela AMRAD no CS5CEP, o posto de rádio do serviço de amador por satélite que ficou instalado no Taguspark desde 2004, resultante da proposta e da iniciativa do referido grupo de munícipes e cidadãos fundadores do Observatório Aeroespacial de Oeiras (1998), da AMSAT-CT (2001) que mais tarde são os fundadores da AMRAD (2002) para através desta associação poderem legalmente enquadrar junto da ANACOM o já longo trabalho educativo que conduziam com meios próprios desde 1998.

Face ao exposto, é absolutamente falsa a informação uma vez mais manipulada, que é dolosamente difundida pelo 1) representante do IST, que em perigoso conflito de interesses é simultaneamente 2) professor do IST e 3) do INESC-ID, como também é 4) presidente da AMRAD (desde 2011), quando afirma: “AMRAD ajudou IST na estação CS5CEP” publicado em Maio de 2016, quando ao invés, a AMRAD não dispunha de meios materiais próprios para o fazer, designadamente, dos meios empregues e que estes professores difundem na televisão como sendo do IST, são afinal meios privados, emprestados ao IST pelos autores, tanto mais que, os recursos foram ulteriormente reunidos por outras entidades como a Liga do Mar e associados que são afinal os autores do projecto que partilhavam de BOA-FÉ com o IST através da AMRAD desde 2004.

No geral, os “white paper’s” são utilizados para educar, para instruir ou ajudar as pessoas a conhecer os factos e a tomar decisões.

Os “white paper’s” também podem ser uma maneira de denunciar e desmontar a sabotagem e o esbulho imposto com actos danosos por pessoas de má-fé, individual e colectivamente, movidas por interesses corporativos paralelos em manifesto conflito e sobreposição de interesses pessoais, de grupos ou ainda por associação de índole dolosa ou criminosa.

Contacte-nos

AMSAT-CT

Not readable? Change text. captcha txt