Apoio à educação em formação profissional

 In Uncategorized
Monitores do corpo de fuzileiros

Monitores do corpo de fuzileiros

AMSAT-CT Observatório Aeroespacial de Oeiras faz algum tempo que tem vindo a participar numa parceria combinada entre a Marinha (Pelotão de Comunicações do Corpo de Fuzileiros da Armada) e a AMSAT-CT Observatório Aeroespacial de Oeiras que tem por fim prestar apoio educativo e orientação tecnológica na operacionalização de um projecto educativo de construção e exploração de um nano-satélite CanSAT conduzido por uma escola de formação profissional na margem sul.

O CanSAT é um projeto educativo promovido pela Agencia Espacial Europeia (ESA) e tem por fim proporcionar aos estudantes europeus uma primeira experiência com projetos relacionados com a tecnologia aeroespacial operacionalizado através da missão CanSAT.

Esta missão envolve a capacidade criativa dos jovens alunos, levando-os a trabalhar em equipa num

Alunos identificam RHCP antena para 5 GHz

Alunos identificam uma antena de RHCP para 5 GHz

ambiente laboratorial de estudo, desenvolvimento e construção tecnológica com métodos que recriam os cenários reais de operação aeroespacial, potenciando a aplicação tecnológica dos conhecimentos adquiridos e experimentados durante o ensino escolar e pré-profissional dos jovens alunos.

Em termos pedagógicos esta fase experimental da missão significa uma aprendizagem baseada na resolução de problemas técnicos, onde os estudantes individual e colectivamente devem demonstrar capacidade de trabalho em equipa, utilizando os recursos disponíveis. É aqui que complementarmente ocorrem a colaboração da parceria entre a Marinha-Pelotão de Comunicações dos Fuzileiros e a AMSAT-CT Observatório Aeroespacial que disponibilizam os meios técnicos e todo o acompanhamento de R&D, necessário ao estudo e desenvolvimento essencial para a construção e teste do projecto CanSAT que irá depois, concorrer com as demais escolas inseridas na Missão CanSAT em Portugal e na Europa.

Formador e orientador da AMSAT-CT, introduz a teoria dos trabalho desenvolvido pelos alunos, na construção de sistemas radiantes empregues no nano-satélite CanSAT.

Formador e orientador da AMSAT-CT, introduz a teoria dos trabalho desenvolvido pelos alunos, na construção de sistemas radiantes empregues no nano-satélite CanSAT.

O CanSAT é a simulação de um nano-satélite na forma de uma lata de refrigerantes, teve origem em programas educativos criados nos EUA, o modelo do nano-satélite integra vários sistemas integrados no volume de uma lata de refrigerante, do tipo Coca-Cola por exemplo.

O simulador CanSat é depois lançado por um foguetão até uma altitude de cerca de 1.000 metros, que sucede a uma descida em para-quedas, para que seja possível explorar uma ou várias experiências científicas, permitindo receber sinais de rádio emitidos em formato de dados, imagens e telemetria, garantido uma aterragem segura.

O desafio para a equipa que executa a Missão CanSat consiste em estudar e desenvolver, construir, testar e operar um simulador CanSat com as seguintes envolventes:

 

• Definição dos objectivos da missão,

• Projeto geral do nano-satélite CanSAT,

• Integração dos módulos e componentes,

• Definição e implementação do método de recuperação,

• Aferição de funcionamento,

• Ensaio de voo a bordo de um avião,

• Preparação para lançamento,

• Lançamento com foguetão,

• Telemetria/análise de dados,

• Controlo dos custos,

• Elaboração de relatórios de progressão,

• Apresentação de resultados,

• Distribuição de trabalho entre os membros da equipa.

 

Contacte-nos

AMSAT-CT

Not readable? Change text. captcha txt